FALE CONOSCO

31   3270-3999

Concurso

Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais – Fhemig


O edital do novo concurso da maior rede de hospitais públicos da América Latina, a Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais – Fhemig, foi publicado. São 1.801 vagas para cargos de diversas especialidades de níveis médio, técnico e superior. Os vencimentos básicos podem variar entre R$ 1.455,58 e R$ 11.982,14.

As inscrições devem ser feitas no período de 20 de junho a 25 de julho de 2023, no site da banca organizadora. A taxa depende do cargo escolhido: R$ 135,00 para Médico; R$ 100,00 para Analista e Profissional de Enfermagem de nível superior e R$ 75,00 para Técnico e Auxiliar Administrativo. Os pedidos de isenção de taxa podem ser feitos entre os dias 20 e 22 de junho.

No momento da inscrição, os interessados deverão optar pelo cargo e por uma localidade (Belo Horizonte e Região Metropolitana, Barbacena, Juiz de Fora, Patos de Minas, Ipatinga, Governador Valadares, Pouso Alegre e Uberlândia). A definição da unidade hospitalar de lotação será determinada no ato da posse. Os melhores classificados por carreira terão prioridade.

A Prova Objetiva de múltipla escolha e a Prova Discursiva, ambas de caráter eliminatório e classificatório, para todos os cargos/categorias profissionais/níveis de ingresso, estão previstas para serem realizadas em 17 de setembro de 2023, na cidade de Belo Horizonte.

São 319 oportunidades para as Carreiras de Analista (nível superior); 557 para Médicos; 741 para Profissionais de Enfermagem (níveis superior e técnico) e 205 para Técnicos Operacionais de Saúde (níveis médio e técnico), assim distribuídas:

– Analista de Gestão e Assistência à saúde (12 horas): R$ 1.703,18 a R$ 4.633,93
– Analista de Gestão e Assistência à saúde (20 horas): R$ 2.011,03 a R$ 5.545,65
– Analista de Gestão e Assistência à saúde (30 horas): R$ 2.911,99 a R$ 8.213,91
– Analista de Gestão e Assistência à saúde (40 horas): R$ 3.812,95 a R$ 10.882,18
– Médico (12 horas): R$ 2.283,84 a R$ 7.891,40
– Médico (24 horas): R$ 4.358,55 a R$ 15.570,25
– Profissional de Enfermagem (20 horas): R$ 915,47 a R$ 5.545,65
– Profissional de Enfermagem (30 horas): R$ 1.034,13 a R$ 8.213,91
– Profissional de Enfermagem (40 horas): R$ 1.306,38 a R$ 10.882,18
– Técnico operacional da Saúde (16 horas): R$ 949,27 a R$ 1.848,80
– Técnico operacional da Saúde (24 horas): R$ 1.230,80 a R$ 3.162,31
– Técnico operacional da Saúde (40 horas): R$ 1.571,36 a R$ 4.146,71

O conteúdo para Analista de Gestão e Assistência à Saúde, Médico e Profissional de Enfermagem Níveis IV e VI são Língua Portuguesa, Raciocínio Lógico, Atualidades e Legislação Específica (peso 1) e Conhecimentos Específicos (peso 2), totalizando 60 pontos. O conteúdo para Profissional de Enfermagem Nível II e Técnico Operacional da Saúde são Língua Portuguesa, Raciocínio Lógico e Informática Básica (peso 1) e Legislação Específica e Conhecimentos Específicos (peso 2), totalizando 60 pontos.

A Prova Discursiva para todas as categorias profissionais dos cargos de Profissional de Enfermagem Nível II e Técnico Operacional da Saúde Níveis I e II será de redação em gênero dissertativo-argumentativo, com mínimo de 20 e máximo de 30 linhas, valendo 40 pontos.

Serão convocados para participar da Avaliação de Títulos, de caráter classificatório, somente:

– Os candidatos aprovados na Prova Discursiva para os cargos das carreiras de Médico Níveis III e VI;
– Os candidatos aos cargos das carreiras de Analistas de Gestão e Assistência à Saúde Nível III e Profissional de Enfermagem Níveis IV e VI, aprovados na Prova Discursiva até o limite de 7 vezes o número de vagas oferecidas.

A estimativa da Fhemig é que o resultado final do concurso seja homologado no primeiro semestre de 2024. A posse dos aprovados ocorrerá em seguida, de forma escalonada, ou seja, em grupos, conforme necessidade e planejamento da operacionalização.

Recurso

PROVA: PROFISSIONAL DE ENFERMAGEM (PENF) – TÉCNICO DE ENFERMAGEM – 40H (NÍVEL II) – NÍVEL MÉDIO TIPO 2 – VERDE

QUESTÃO 23 – CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS – LEGISLAÇÃO

GABARITO OFICIAL: B

SOLICITAÇÃO: anulação da questão, por conter duas respostas possíveis.

FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA:

O comando da questão descreve uma situação de falta de acesso e discriminação social no atendimento à saúde de um cidadão brasileiro. Ao recusar o atendimento a uma pessoa sem endereço fixo, viola-se diretamente o princípio da igualdade da assistência, que é descrito, pela Lei Orgânica da Saúde como “igualdade da assistência à saúde, sem preconceitos ou privilégios de qualquer espécie”. Portanto, ao recusar o atendimento, o serviço de saúde viola este princípio em uma circunstância de preconceito. Ainda de acordo com a Lei Orgânica da Saúde, o princípio da universalidade é descrito como “universalidade de acesso aos serviços de saúde em todos os níveis de assistência”, que também está sendo violado no caso supracitado, uma vez que o acesso de um cidadão brasileiro ao serviço de saúde é impedido. Desta forma, a questão apresenta duas respostas possivelmente corretas (A) Igualdade e (B) Universalidade.

Diante do exposto, solicito a anulação da referida questão, por apresentar duas respostas possíveis.

 

 

 

Informações
Inscrições

20/06/2023 até 25/07/2023

Data da Prova

17/09/2023

Vagas

1.801 vagas

Remuneração

Até R$ 11.982,14

Organizadora