FALE CONOSCO

31   3270-3999

Concurso

Agente Penitenciário de Minas Gerais


Rogério Greco, Secretário de Justiça e Segurança Pública de Minas Gerais, revelou que haverá uma nova seleção para Agentes Penitenciários Temporários. Na ocasião, ele confirmou que o processo seletivo simplificado (PSS) terá provas objetivas e não será realizado somente por avaliação de títulos.

A Fundação Getúlio Vargas – FGV foi a banca organizadora escolhida para viabilizar o PSS e aplicar os exames de múltipla escolha. As disciplinas e o conteúdo programático ainda não foram divulgados.

O Secretário informou que os contratados ainda representam uma necessidade para cumprir a demanda momentânea, pois a nomeação dos Policiais Penais efetivos do concurso em andamento irá demandar algum tempo.

A diferença entre o Policial Penal efetivo e o Agente Penitenciário temporário é que  os contratados não serão Policiais Penais, pois atuarão como auxiliares no sistema prisional. O Policial Penal tem que ser aprovado no concurso público próprio e passar pelo curso de formação.

A próxima etapa será a elaboração do edital e de outros documentos necessários para a instrução do processo seletivo.

Último Concurso

O último PSS ocorreu em 2018, com 4 mil vagas temporárias, para candidatos de nível médio de ensino. As oportunidades foram para ambos os sexos e a carreira proporcionou, na época, remuneração inicial de R$4.098,45 para carga de trabalho de 40 horas semanais. Os aprovados foram contratados pelo período de 3 anos.

O processo seletivo contou com quatro etapas:

– Prova objetiva e análise de títulos;
– Avaliação Psicológica;
– Comprovação de Idoneidade e Conduta Ilibada (Investigação Social) e
– Curso Introdutório.

A prova objetiva da última seleção teve 50 questões, sendo 10 de Língua Portuguesa, 10 de Direitos Humanos, 10 de Código de Ética e Estatuto do Servidor Público do Estado de Minas Gerais e 20 de Conhecimentos Específicos.