FALE CONOSCO

31   3270-3999

WhatsApp

31 99609-1912

Concurso

Secretaria Estadual de Administração Penitenciária de São Paulo – SAP-SP

A Secretaria Estadual de Administração Penitenciária de São Paulo divulgou edital de concurso público para preencher 416 vagas em cargos de níveis médio, técnico e superior.

As oportunidades são para os cargos de  Psicólogo (23 vagas), Assistente Social (22 vagas), Terapeuta Ocupacional (05 vagas), Analista Administrativo (25 vagas), Pedagogo (05 vagas), Oficial Administrativo (265 vagas), Técnico de Enfermagem (51 vagas), Enfermeiro (12 vagas) e Cirurgião Dentista (8 vagas). Remunerações são de até R$ 3.243,02, além de benefícios.

O candidato deverá atender os seguintes requisitos: a) ser brasileiro nato, naturalizado ou, em caso de nacionalidade portuguesa, estar amparado pelo estatuto de igualdade entre brasileiros e portugueses, com reconhecimento de gozo de direitos políticos; b) ter idade mínima de 18 (dezoito) anos completos; c) possuir os pré-requisitos e a formação necessários para exercer o cargo, conforme mencionado no Anexo II; d) estar quite com a Justiça Eleitoral; e) não registrar antecedentes criminais, encontrando-se no pleno exercício de seus direitos civis e políticos; f) possuir cópia da última declaração de Imposto de Renda entregue à Secretaria da Receita Federal, ou declaração pública de bens; g) se do sexo masculino, estar em dia com as obrigações do serviço militar, entre 1º de janeiro do ano em que completar 19 (dezenove) e 31 de dezembro do ano em que completar 45 (quarenta e cinco) anos de idade; e h) conhecer as exigências contidas neste edital e estar de acordo com elas.

Assistente Social: Elaborar, coordenar, executar, avaliar e supervisionar planos, programas e projetos no âmbito do Serviço Social, buscando a efetivação dos direitos humanos; efetivar no seu cotidiano profissional a defesa intransigente dos direitos humanos, contribuindo para todas as práticas que visem a garantia e efetivação destes; atender determinações judiciais relativas à prática do Serviço Social, em conformidade com a legislação que regulamenta a profissão, o Código de Ética Profissional e as diretrizes curriculares do Serviço Social; realizar estudo social com a finalidade de subsidiar ou assessorar a autoridade judiciária no conhecimento dos aspectos socioeconômicos, culturais, interpessoais, familiares, institucionais e comunitários, na qualidade de perito social; emitir laudos técnicos, pareceres e resposta a quesitos sobre a área de conhecimento do Serviço Social além de realizar acompanhamento social a presos, presas, egressos e egressas do sistema penitenciário; entre outros.

Psicólogo: Desempenhar atividades periciais e/ou reintegração aos detentos internados nas unidades prisionais, de penas restritivas de direito e atendimento ao egresso, bem como as demais atividades previstas na Lei Federal n° 7.240, de 11 de julho de 1984 (Lei de Execução Penal) e no Decreto n° 47.930, de 07 de julho de 2003.

Terapeuta Ocupacional: Dedicar-se ao tratamento, desenvolvimento e reabilitação de pacientes portadores de deficiências físicas e/ou psíquicas, promovendo atividades com fins específicos, para ajudá-los na sua recuperação em integração social. Preparar os programas ocupacionais destinados a pacientes confinados em hospitais ou outras instituições, baseando-se nos casos a serem tratados, para propiciar a esses pacientes uma terapêutica que possa desenvolver e aproveitar seu interesse por determinados trabalhos. Planejar trabalhos individuais ou em pequenos grupos, como trabalhos criativos, manuais, de mecanografia, horticultura e outros, estabelecendo as tarefas de acordo com as prescrições médicas, para possibilitar a redução ou cura das deficiências do paciente, desenvolver as capacidades remanescentes e melhorar seu estado psicológico. Dirigir os trabalhos, supervisionando os pacientes na execução das tarefas prescritas, para ajudar o desenvolvimento dos programas e apressar a reabilitação. Conduzir programas recreativos.

Analista Administrativo: Atuar nas diversas áreas da Secretaria de Administração Penitenciária, planejando, organizando, controlando e executando os serviços de natureza administrativa-operacional, bem como, a utilização dos recursos humanos, materiais e financeiros e outros, fixando políticas de ação e acompanhando seu desenvolvimento, para assegurar a correta aplicação, produtividade e eficiência, objetivos e metas estabelecidos dos referidos serviços; analisar as características da unidade, os recursos disponíveis e a rotina dos serviços mediante dados, para avaliar, estabelecer ou alterar práticas administrativas, propondo métodos, rotinas de simplificação e racionalização dos serviços técnicos e administrativos e seus respectivos planos de aplicação; acompanhar, interpretar e aplicar a legislação da área de atuação; analisar processos e documentos, elaborando informações, ofícios, portarias e outros atos oficiais; elaborar relatórios, planos e projetos em que se exija a aplicação de conhecimentos inerentes às técnicas da unidade; entre outras tarefas.

Pedagogo: Planejar, desenvolver e coordenar cursos e eventos de capacitação; elaborar pareceres, projetos básicos, termos de referência e outros documentos; participar do planejamento curricular e de avaliação de ensino-aprendizagem; prospectar e desenvolver novas tecnologias educacionais; organizar e realizar avaliações de atividades educacionais; organizar e orientar logística dos cursos e atividades relacionadas com secretaria escolar; realizar pesquisas; sugerir e implementar métodos e técnicas de trabalho mais adequados; revisar normas e procedimentos; assessorar a direção da Secretaria da Administração Penitenciária; entre outras.

Cirurgião Dentista: Examinar, diagnosticar e tratar afecções da boca, dentes e região maxilofacial, utilizando processos clínicos ou cirúrgicos, para promover e recuperar a saúde bucal dos presos.

Enfermeiro: Planejar, organizar, orientar e executar serviços de enfermagem, possibilitando a proteção, recuperação e preservação da saúde dos presos, bem como as demais atribuições previstas no artigo 8º do Decreto Federal nº 94.406, de 08 de junho de 1987.

Oficial Administrativo: Desempenhar tarefas de apoio administrativo, de média complexidade, em diversas áreas, sob orientação frequente; prestando atendimento ao público externo e interno sobre assuntos relacionados à sua área de atuação; efetuar o controle simples de registro de papéis de interesse em sua área de atuação; classificar e arquivar textos, documentos e processos em geral de acordo com as exigências formais e legais; preparar relatórios simples e planilhas, sob a orientação de profissional responsável; redigir correspondências de natureza simples; digitar textos e documentos em geral; dar suporte administrativo na realização de eventos, reuniões e outras atividades específicas; desenvolver outras atividades pertinentes e necessárias ao desempenho das funções do cargo.

Técnico de Enfermagem: Executar trabalhos de enfermagem em grau auxiliar, atendendo às necessidades dos detentos enfermos, atuando sob a supervisão de enfermeiros, bem como as demais atribuições previstas no artigo 10 do Decreto Federal nº 94.406, de 08 de junho de 1987

Os candidatos interessados  podem se inscrever entre os dias 23 de janeiro e 23 de fevereiro de 2018, pelo site da organizadora www.msconcursos.com.br. O valor da taxa é de até R$65,00.

 A prova objetiva será de caráter classificatório e eliminatório, a serem aplicadas no dia 24 de março de 2018 (cargos de ensino médio e técnico) e 25 de março de 2018 (cargos de ensino superior). A avaliação contará com questões de Conhecimentos Específicos, Conhecimentos Gerais, Língua Portuguesa, Matemática e Conhecimentos de Informática.

 


 

 

Informativos Mega

Para receber nossos informativos pelo whatsapp, pedimos por gentileza, que adicione nosso número em seus contatos: 31-99728-5431