FALE CONOSCO

31   3270-3999

Concurso

Instituto Nacional do Seguro Social – INSS


O Governo Federal pode dar uma posição sobre a realização do novo concurso para o INSS nos próximos dias, com relação ao pedido para 7.575 vagas que está em análise no Ministério da Economia.

A Proposta de Lei Orçamentária Anual (PLOA 2022) será enviado ao Congresso até 31 de agosto, constando todas as previsões de provimentos e ingresso de aprovados em concursos públicos. Desta forma, o Governo Federal pode sinalizar se reservará orçamento para o próximo concurso do INSS.

A expectativa é para que isso ocorra, considerando o grave déficit na instituição e a previsão de saída de cerca de 22% dos servidores atuais até 2026. Além disso, as recentes falas do presidente da autarquia, Leonardo Rolim, corroboram com o aval para o concurso, pois ele afirmou que a seleção deve ocorrer antes das eleições de 2022.

Ainda segundo Rolim, ano passado foram contratados 3 mil temporários com contrato até o final de 2021, daí a necessidade do concurso para substituí-los e para preencher as vagas dos que estão se aposentando.

A Federação Nacional dos Sindicatos dos Trabalhadores em Saúde, Trabalho, Previdência e Assistência Social – Fenasps defende a realização do concurso efetivo e melhorias da situação trabalhista dos colaboradores do INSS, para reduzir o déficit do quadro e resolver o atraso gerado no atendimento dos usuários, que chegam a 1,5 milhão de pendências.

A expectativa era que as oportunidades e ganhos sejam distribuídos da seguinte forma:
– Técnico do Seguro Social – R$ 5.344,87;
– Analista do Seguro Social – R$ 7.954,09;
– Perito Médico – R$ 10.616,14.

Último concurso

O último certame aconteceu em 2015. Na época, foram oferecidas 150 vagas para o cargo de Analista do Seguro Social e 800 para Técnico do Seguro Social. A banca organizadora foi o Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe), antigo Cespe.

Para o cargo de Técnico, foi necessário certificado de conclusão de curso de ensino médio, com remuneração de até R$ 4.886,87. O conteúdo programático englobou Língua Portuguesa, Raciocínio Lógico, Noções de Informática, Ética no Serviço Público, Regime jurídico Único, Direito Constitucional, Direito Administrativo e Seguridade Social.

Já para o cargo de Analista, foi exigido nível superior em Serviço Social, além de registro no órgão de classe específico, com remuneração de R$ 7.496,09. O conteúdo da prova envolveu Língua Portuguesa, Raciocínio Lógico, Noções de Informática, Legislação Previdenciária, Legislação de Assistência Social,  Direito Constitucional, Direito Administrativo e Serviço Social.

Ambos os cargos deveriam cumprir 40 horas semanais de trabalho.

 

 

 

 

 

Informativos Mega

Para receber nossos informativos pelo whatsapp, pedimos por gentileza, que adicione nosso número em seus contatos: (31)99684-5431