Concurso

Correios


A Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos – ECT divulgou o cronograma das próximas etapas. O anúncio foi feito para dar ênfase à valorização dos empregados e à transparência e ao compromisso da gestão junto às federações representativas dos trabalhadores da empresa.

Os prazos previstos são:

Março a julho: Planejamento e licitação para seleção da empresa especializada.
Agosto: Anúncio da banca examinadora contratada.
Setembro: Publicação do edital do concurso.
Dezembro: Início das contratações dos aprovados.

A gestão dos Correios enfatiza que essas datas são estimativas e que esforços serão feitos para acelerar o processo, sempre aderindo aos ritos legais.

O presidente dos Correios, Fabiano Silva dos Santos, já havia confirmado a realização do novo concurso. Foi criada uma comissão com um grupo de trabalho para realizar a análise preparatória das necessidades e discutir o plano de cargos, carreiras e salários (PCCs), que já está na fase final de planejamento. A análise preliminar indica a necessidade de, no mínimo, 6.919 servidores, além de 13.838 cadastros reserva de pessoal, totalizando 20.757 postos de trabalho.

O concurso é parte de um conjunto de ações da atual gestão dos Correios para revitalizar a estatal, incluindo a retirada da empresa da lista de privatizações. A gestão tem trabalhado ativamente para melhorar as condições de trabalho, retomar cláusulas benéficas do acordo coletivo de trabalho e promover um ambiente de diálogo aberto com as representações sindicais.

Além do concurso, os Correios planejam investimentos significativos em infraestrutura e modernização, totalizando R$ 856 milhões até 2026 em novos complexos operacionais e buscando captar R$ 3,8 bilhões internacionalmente para projetos de inovação. Em 2023, a empresa já investiu R$ 262 milhões em obras e manutenção, com um orçamento aumentado para R$ 317 milhões em 2024.

A necessidade de um novo concurso público tornou-se urgente devido ao grande déficit de servidores da ECT, agravado pela redução de 1.721 postos de trabalho no último trimestre de 2022.

As remunerações para os cargos de nível médio e superior são de R$2.179,25 e R$6.333,54, respectivamente. As oportunidades incluem funções como Carteiro, Operador de Triagem e Transbordo, Atendente Comercial, Suporte, Administrador, Advogado, Analista de Sistemas, Arquiteto, Assistente Social, Bibliotecário, Contador, Economista, Engenheiro, Estatístico, Museólogo, Pedagogo, Psicólogo e Técnico em Comunicação Social.

Embora tenham sido anunciadas cerca de 2.000 vagas para Agente de Correios em 2016, essa seleção nunca se concretizou. Em 2017, a empresa realizou um concurso exclusivamente para a área de Segurança do Trabalho, negligenciando outras posições essenciais. Em 2020, com a publicação de um decreto presidencial autorizando a privatização dos Correios, extinguiu-se qualquer chance de publicação de edital. No entanto, com a revogação desse decreto em 2023, tornou-se urgente o concurso para contornar a falta de servidores.

No último concurso dos Correios realizado em 2011, foram divulgados editais para preencher 9.190 vagas em várias carreiras de níveis médio e superior. O Cebraspe foi responsável pela organização do concurso. Os candidatos enfrentaram provas objetivas, com uma avaliação de capacidade física laboral para Carteiro e Operador de Triagem e Transbordo. As provas para Agente de Correios incluíram 60 questões, distribuídas em Informática, Matemática e Português. Para outros cargos, foram 120 questões, abrangendo Conhecimentos Básicos e Específicos. Os Conhecimentos Básicos englobaram as disciplinas de Português, Informática, Inglês e Administração Pública.

 

  • Cursos
  • Curso: Correios - Conhecimentos Básicos

    Nível: Médio, Técnico, Superior

    Turno: -

    Início:

    Aulas:

    Tipo: Online

  • Curso: Agente de Correios

    Nível: Médio

    Turno: Noite

    Início: 23/07/2024

    Aulas: Terça e quinta-feira

    Tipo: Presencial