FALE CONOSCO

31   3270-3999

Concurso

Guarda Civil Municipal de Belo Horizonte – GCMBH

A Fundação Guimarães Rosa publicou o gabarito consolidado do concurso da Guarda Civil Municipal de Belo Horizonte, que oferece 500 vagas, das quais 10 são para deficientes do sexo feminino e 40 para deficientes do sexo masculino. Os cargos são destinados para candidatos de nível médio, cuja remuneração é de R$ 3.403,97.

A organizadora também divulgou o resultado preliminar da prova objetiva dos sexos feminino e masculino.

As oportunidades estão distribuídas da seguinte forma: Guarda Municipal Masculino (400) e Guarda Municipal Feminino (100). A expectativa é para a convocação de 2 mil aprovados, durante a validade do certame.

Para pleitear o cargo é necessário altura mínima de 1,65m (um metro e sessenta e cinco centímetros) para o sexo masculino, e de 1,60m (um metro e sessenta centímetros) para o sexo feminino. A confirmação da altura do candidato será feita, por mensuração, no dia da realização da prova de capacidade física.

Os candidatos foram avaliados por meio de prova objetiva, composta por 50 questões, com os conteúdos de Língua Portuguesa (10); Legislação (20); Noções de Informática (5); Noções de Geografia Urbana (8); e História de Belo Horizonte (7). Serão submetidos à Prova de Títulos, até 4 mil classificados na primeira fase.

Na Prova de Capacidade Física, os candidatos realizarão flexão abdominal; corrida de 2.400 metros; barra horizontal – para homens; e barra horizontal – estática para mulheres.

O prazo de validade deste concurso público é de dois anos, a contar da data de sua homologação, podendo ser prorrogado uma vez por igual período, a critério exclusivo do Poder Executivo do Município de Belo Horizonte.

Histórico

A Guarda Municipal foi criada em maio de 2003, para atuar na defesa do patrimônio público da Prefeitura de Belo Horizonte, como escolas, parques e unidades de Saúde, com um efetivo de 500 agentes.

Em 2017, com o início da atual administração, a instituição deixou de ser prioritariamente patrimonial e passou a atuar no apoio à segurança pública, com o patrulhamento comunitário preventivo, somando forças com as polícias Civil, Militar e Federal.

A Lei Federal 13.022/2014 ampliou as competências do Guarda Municipal em todo o país, possibilitando o porte de armas para a sua própria segurança e a de terceiros. Com isso, a Guarda Municipal de Belo Horizonte acabou ampliando ainda mais a sua lista de atribuições, garantindo o correto uso do espaço urbano, coibindo a ação de vendedores ambulantes clandestinos, o fechamento irregular de vias e a invasão de terrenos públicos.

Polícia Cidadã

Com o intuito de estabelecer um modelo de policiamento focado na prevenção, a Guarda tem diversos programas em vigor, como a Operação Viagem Segura e o Projeto Sentinela, em locais com altos índices de criminalidade, mapeados após análises e estudos.

Sem abandonar a atuação na manutenção da ordem pública e na melhoria da sensação de segurança, a corporação também desenvolve os projetos Patrulha Escolar e Escotismo, com a missão de criar uma cultura de paz na cidade.

A Banda de Música da Guarda Municipal de Belo Horizonte, criada em 2007, complementa as ações cidadãs com projetos e apresentações em escolas, praças públicas e em eventos sociais. O projeto Adote um Músico, que já está na sua terceira edição, ensina teoria e prática musical em escolas situadas em regiões de elevado índice de vulnerabilidade social.

A Secretaria de Segurança e Prevenção trabalha para que os guardas municipais sejam vistos como pessoas próximas da população e alguém a quem o cidadão pode recorrer sempre que se sentir ameaçado, desrespeitado ou simplesmente precisar de uma informação ocasional.

 


 

 

Informativos Mega

Para receber nossos informativos pelo whatsapp, pedimos por gentileza, que adicione nosso número em seus contatos: 31-99728-5431