FALE CONOSCO

31   3270-3999

Concurso

Polícia Federal


A Polícia Federal divulgou um cronograma sugestivo para a realização do próximo concurso, com publicação do edital em dezembro de 2020 e realização das provas em abril de 2021.

O presidente Bolsonaro já havia anunciado a autorização numa transmissão ao vivo, com oportunidade de preenchimento de 2.000 vagas de imediato. Na ocasião, ele estava acompanhado do diretor-executivo da PF, Rolando Alexandre de Souza, e informou que resolveu autorizar o certame após conversar com os Ministros da Economia e da Justiça e Segurança Pública.

O cronograma é uma sugestão para o Ministério da Economia e pode sofrer alterações, mas por enquanto está assim:

23/11/2020: Assinatura do Contrato com a Organizadora
08/12/2020: Publicação do Edital
11/04/2021: Aplicação das Provas Objetivas e Discursivas
12 e 13/06/2021: Teste de Aptidão Física
17 e 18/07/2021: Aplicação do Exame Médico
22/08/2021: Prova de Digitação
26/09/2020: Avaliação Psicológica
31/10/2021: Heteroidentificação dos Candidatos Negros
22 a 26/11/2021: Avaliação dos Títulos
21/12/2021: Resultado Final
Janeiro/2022: 1º Curso de Formação
Julho/2022: 2º Curso de Formação

As vagas serão assim distribuídas:
– 
1.016 para o cargo de Agente Policial;
– 600 para o cargo de Escrivão;
– 
300 para o cargo de Delegado e
– 84 para o cargo de Papiloscopista.

Os cargos de Agente Policial, Escrivão e Papiloscopista requerem formação em nível superior em qualquer área e carteira de habilitação, tem remunerações de R$12.441,26. Já o cargo de Delgado requer formação em Direito, experiência de três anos e carteira de habilitação. com remuneração de R$23.130,48.

Após a autorização, o prazo máximo para a publicação do edital é de 6 meses, mas a expectativa é que seja publicado em dezembro de 2020 e que as provas sejam realizadas em abril de 2021. Desta maneira, o primeiro curso de formação poderá ser iniciado em janeiro de 2022 e o segundo, em julho de 2022.

Também há previsão para a autorização do concurso para a área de apoio administrativo com 508 vagas previstas, distribuídas em 349 vagas para o cargo de Agente Administrativo e 159 para outras carreiras de nível superior: Administrador (21), Arquivista (8), Assistente Social (10), Bibliotecário (1), Contador (9), Economista (3), Enfermeiro (3), Engenheiro (1), Estatístico (4), Farmacêutico (1), Médico (65), Nutricionista (1), Odontólogo (11), Psicólogo (5), Técnico em Assuntos Educacionais (13) e Técnico em Comunicação Social (3).

O cargo de Agente Administrativo requer formação em nível médio de ensino e tem remuneração de R$4.710,76. Os demais cargos, que fazem parte do Plano Especial de Cargos da Polícia Federal requerem nível superior em várias áreas e tem remuneração de R$ 5.559,67.

Por isso, os candidatos que desejam ingressar na Polícia Federal devem começar a estudar o quanto antes, já que é esperada para a nova seleção a mesma estrutura e o mesmo conteúdo programático da última.

Última seleção

O último edital de concurso da PF para a área Policial foi publicado em 2018, oferecendo 500 vagas, contemplando 5 cargos: Agente Policial, Escrivão, Delegado, Perito e Papiloscopista.  A organização foi por conta do Cebraspe (antigo Cespe), com as seguintes etapas de seleção: prova objetiva; prova discursiva, exame de aptidão física; prova oral (somente para Delegado); avaliação médica; avaliação psicológica; avaliação de títulos (somente para Delegado e Perito); prova prática de digitação (somente para Escrivão); investigação social e curso de formação.

A primeira fase composta pelas provas de caráter teórico versaram sobre o conteúdo programático abaixo:

Agente de Polícia Federal: Língua Portuguesa, Noções de Direito Administrativo, Noções de Direito Constitucional, Noções de Direito Penal e de Direito Processual Penal, Legislação Especial, Estatística, Raciocínio Lógico, Informática e Contabilidade Geral.

Delegado: Direito Administrativo, Direito Constitucional, Direito Civil, Direito Processual Civil, Direito Empresarial, Direito Internacional Público e Cooperação Internacional, Direito Penal, Direito Processual Penal, Criminologia, Direito Previdenciário e Direito Financeiro e Tributário.

Escrivão de Polícia: Língua Portuguesa, Noções de Direito Administrativo, Noções de Direito Constitucional, Noções de Direito Penal e de Direito Processual Penal, Legislação Especial, Estatística, Raciocínio Lógico, Informática, Contabilidade Geral e Arquivologia.

Papiloscopista: Língua Portuguesa, Noções de Direito Administrativo, Noções de Direito Constitucional, Noções de Direito Penal e Processual Penal, Legislação Especial, Estatística, Raciocínio Lógico, Informática, Arquivologia, Biologia, Física e Química.

Perito Criminal: Língua Portuguesa, Informática, Noções de Direito Administrativo, Noções de Direito Constitucional, Noções de Direito Penal e de Direito Processual Penal, Legislação Especial, Raciocínio Lógico e Conhecimentos Específicos de acordo com a área do cargo.

Realizado em 2013, o último concurso para a o Agente Administrativo ofereceu 600 vagas. A banca organizadora também foi o Cebraspe e a prova objetiva abordou os seguintes conteúdos: Língua Portuguesa, Noções de Informática, Raciocínio Lógico, Atualidades, Noções de Direito Administrativo, Noções de Direito Constitucional, Noções de Administração Pública, Noções de Administração Financeira e Orçamentária, Noções de Gestão de Pessoas nas Organizações, Noções de Arquivologia, Noções de Administração de Recursos Materiais e Legislação Aplicada a Polícia Federal.

 

online Nível Turno Início Aulas
Agente Administrativo
Médio -

 

 

Informativos Mega

Para receber nossos informativos pelo whatsapp, pedimos por gentileza, que adicione nosso número em seus contatos: 31-99728-5431